Buscar
  • Mariana Steiner

Mãe narcisista


De acordo com o dicionário amoroso de psicanálise (ROUDINESCO) “o perverso narcísico é dotado de uma inteligência lógica assustadora e destituída de afeto. Manipulador invisível, sente alegria diante do espetáculo de sua decadência associado ao sentimento de dominação mórbida.”


Diante dessa explicação podemos pensar que a mãe narcisista não é afetuosa, sendo uma pessoa que não reconhece a individualidade dos que estão a sua volta, fazendo com que o desejo dela seja o mais importante.


Porém para ter certeza de que a mãe é uma mãe narcisista é necessária uma observação profunda e detalhada de caso a caso. No trato com os filhos a mãe narcísica pode se comportar de diversas formas, sempre com o intuito de conseguir o quer (para ela). No papel de filho, podemos refletir sobre algumas questões como: se o filho aceita o amor da mãe como ela realmente o ama ou se está querendo que seja uma mãe de contos de fadas, que o ame incondicionalmente, que expresse isso todos os dias, que atenda a maioria dos seus desejos, aceite tudo o que esse filho faz sem contraria-lo, etc. Ou se está apenas entendendo que a mãe está lhe pedindo coisas, e não reconhece o que ela faz por ele, por ter criado uma mãe perfeita, um ideal de mãe, em sua fantasia. Isso nos leva a uma questão central: Quem será a mãe real, a mãe como pessoa, como ser humano? A mãe que não é heroína, nem perfeita e tem seus defeitos como sujeito.


Para entender mais a fundo a relação com a mãe é necessário que seja observado se há alguma forma de amor nos gestos dessa mãe. Nem sempre cobranças e críticas são questões de uma mãe narcisista. Podem ser questões, por exemplo, de uma mãe insegura, que precisa que o filho dê segurança a ela por causa de sua própria insegurança. Críticas podem ser feitas por uma mãe com medo de que o filho se machuque se aventurando em caminhos incertos, porque ela própria tem medo do que é desconhecido.


Pelas diversas questões individuais de cada pessoa, bem como, cada mãe e cada filho, é bom atentarmos ao julgamento precipitado da mãe como narcisista. Existem sim, mães narcisistas, e a psicanálise muito mais do que associar uma patologia a essa mãe, irá fazer com que seus filhos entendam como eles se sentem em relação a essa mãe e qual a melhor forma de lidar internamente e externamente com esse tipo de comportamento.

0 visualização

Whatsapp:

Marcelo Vaz 11 97749-7391

Mariana Steiner 11 94129-5282 

(Preferimos contato por mensagem no Whatsapp, devido a não atendermos ligações durante os atendimentos)

Rua Monte Serrat, 267 - Sala 12 - Tatuapé, São Paulo - SP,

03312-000, Brasil

©2019 by psicanálisetatuapé. Proudly created with Wix.com